Ah, se Graham Bell falasse!

Neste livro, o celular não é vilão. Ele é meio de comunicação. Nem Graham Bell é um bicho-papão. A ele é atribuída uma invenção. A palavra mágica, portanto, é moderação. […]